27/08/2007

O Mito de Melusine

O rei Elinas de Albânia havia perdido há pouco tempo a sua esposa e para distrair-se dedicava grande parte de seu tempo à caça. Um dia foi matar a sua sede numa fonte e ouviu uma linda voz que cantava uma doce canção. Sentada junto à fonte e dona da bela voz, encontrou a fada Presina, que lhe ofereceu a água da prodigiosa fonte.O rei apaixonou-se por ela e pediu-a em casamento. Presina aceitou o pedido, mas impôs a condição de que nunca deveria vê-la quando estivesse para dar à luz , ou banhando as suas crianças. Elinas e Presina tiveram três filhas: Melusina, Melior e Palestina. Matacás, o filho do primeiro casamento do rei, correu para dar a boa notícia ao pai e este, cheio de alegria, apressou-se para visitar a rainha nos seus aposentos, quebrando a sua promessa. Encontrou a mãe dando banho nos bebés. Presina, lembrou-lhe de que ele não tinha cumprido a promessa e, agarrando nas filhas, desapareceu. Refugiou-se na Ilha Escondida de Cefalonia (lugar mítico mencionado na história de Huon de Bordeaux. Era como a ilha situada na frente da costa de Gales, que só podia ser encontrada casualmente).No cimo da ilha, podia-se ver a Albânia e todos os dias, Presina mostrava-a às suas filhas, dizendo-lhes que se não fosse a perfídia do pai, todos estariam vivendo ali muito felizes.Logicamente, as filhas de Elinas, cresceram odiando o pai e decidiram vingar-se dele. Melusina e suas irmãs, valendo-se de suas artes mágicas, acabaram por aprisionar o pai e todas as suas riquezas no Monte Brandelois. Quando retornaram triunfantes para junto da mãe, esta estava enfurecida e castigou as três filhas. Melior deveria guardar até o fim dos tempos um gavião prodigioso em um castelo da Armênia; Palestina deveria ficar prisioneira numa gruta situada no sopé do monte Canigó, no território do antigo condado de Barcelona, separado actualmente pela fronteira francesa, guardando eternamente os fabulosos tesouros das fadas; Melusina ficaria encarregada, como sua mãe, de cuidar a fonte sagrada, chamada "Fonte da Sede" ou "Fonte Enfeitiçada" e deveria converter-se todos os sábados num peixe do umbigo para baixo. Para poder viver e morrer como uma mortal deveria casar-se e seu futuro marido nunca a poderia vêr nesse estado e, se assim não fosse, permaneceria sereia até ao dia do Juízo Final. Mas a história de amor de Melusina também teve um final trágico. Segundo a lenda, anos mais tarde, passou pela fonte enfeitiçada, Raymond de Poitou, que se tornaria o chefe da família de Lusignan. Ele estava a caçar um grande javali, quando matou acidentalmente o seu tio, conde de Poitou. Desconsolado, deixa –se guiar pelo cavalo, que avança para o interior do bosque de Colombiers, conduzindo-o até à fonte onde é recebido por três damas. Uma delas, Melusina, demonstra ter conhecimento do acontecimento e oferece a sua proteção caso ele a tome como esposa.Raymond, apaixonado, aceita a proposta de Melusina. Entretanto, ela impôs-lhe uma condição, que ele nunca poderia vê-la aos Sábados.Quando ela se transformava em metade mulher, metade peixe. Com as riquezas feéricas de Melusine, foi possível a construção de muitos nobres castelos, sendo o principal conhecido como Castelo de Lusignan, próximo da Fonte das Fadas. Assim, viveram felizes por longos anos e foram chegando os filhos: Antoine, Renaud, Geofroy, Urian, Guion, Fromonte.... Um sábado, porém, induzido pela maledicência de seu pai e irmãos, Raymond espreitou a sua mulher durante o banho e teve uma inacreditável visão: da cintura para cima Melusina ainda era a bela mulher de sempre, mas da cintura para baixo ela estava transformada com uma cauda de peixe. Mesmo chocado pela visão, Raymond não mencionou nada a respeito. Certo dia, Melusina e Raymond foram informados que dois de seus filhos, Geoffrey e Fromont haviam lutado e que Fromont procurou refúgio num mosteiro próximo. No entanto, Geoffrey, num acesso de raiva, incendiou o mosteiro, matando não só o seu irmão como centenas de monges que lá se encontravam. Raymond, irado pela notícia, culpou Melusina pelo temperamento incontrolável de Geoffrey. Durante a discussão ele demonstrou saber a verdadeira natureza de Melusina, acusando-a de ter contaminado a nobre raça humana. Imediatamente após as palavras de raiva, Raymond implorou por perdão, mas já era tarde demais. Melusina lembrou-lhe que ele tinha quebrado os seus votos. Melusina partiu, transformada, e Raymond nunca mais a viu. De acordo com as lendas Francesas, Melusina pode ser vista nos arredores de Lusinia e outros castelos onde nobres e reis vivem, chorando e gritando sempre que algo trágico está para acontecer à família. Ela tornara-se um arauto da morte, semelhante à Banshee Celta. Contos de fadas populares como "Ondina", escrito por Friedrich de la Motte Fouqué, e "A Pequena Sereia", de Hans Christian Andersen, possuem muitas características da lenda de Melusina e podem ser vistas como variações do mito. Com o tempo a literatura começa a usar a Sereia como uma descrição da mulher, ao invés da identificação da criatura em si. A Sereia tornou-se uma metáfora. Fontes: Professor Marcelo Arco e Flexa. ROSANE VOLPATTO

4 comentários:

Naninhah disse...

Boa noite, fadinha!...

micas disse...

ola querida! vim avisar que ja sairam meus dois concursos! pode ir checar la no meu ultimo post! bjs

Melissa Gomes disse...

Olá, Suzy!
Vim agradecer sua presença em meu cantinho e aproveitei pra conhecer o seu...Infelizmente há duas semanas eu ainda não participava do Clic Amizade, mesmo assim quero parabenizá-la pelo destaque que recebeu e pelo seu maravilhoso mundo de fadas...cheguei atrasada para enquete, mas acredito em fadas, ok...Tenha um´maravilhoso dia!
Abraços
Mel

sária disse...

Olá querida Susy... Fiquei super feliz com sua vizita ao meu cantinho... Adorei os posts... Este penultimo sobre o acreditar nas fadas... Achei lindo... E esse ultimo sobre o Mito de Melusine, apesar de achá-lo um pouco confuso com tantos nomes... rssss... Tive de ler umas duas vezes para entendê-lo... rssss... Mas é muito legal saber sobre os mitos místicos e as fadas... É sempre bom saber um pouco mais sobre esses assuntos... Principalmente pra quem não encontra livros mais acessíveis sobre o assunto em livrarias... Bjo mágico pra ti e uma ótima semana...

Roda de Prata